Viciados Anônimos
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Um segundo reboot

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Qui Set 11, 2014 2:08 am

Amigos, eu recaí. Vim caindo, caindo, caindo, até recair. Eu preciso tirar esse peso das costas de somente orientar os outros e compartilhar com vocês isso. Agora eu preciso de ajuda e ser orientado por vocês. Não queria dizer a vocês porque não quero que desacreditem do reboot. A coisa funciona sim. Pelos meus relatos vocês podem ver que eu sai de uma disfunção erétil total e de fantasias pesadíssimas para uma capacidade "normal" de fazer sexo e uma "limpeza" quanto às fantasias. Mas nem só de neurociência vive o homem rs Eu tirei o vício da minha vida e não pus nada no lugar. Não procurei uma religião, não cuidei do meu lado espiritual, relaxei quanto à minha vida social e não procurei uma namorada. Os vídeos daquela psicóloga Fran Haag me mostraram bem porque recaí. Cortar o comportamento (abstinência de PMO) é apenas um dos passos para se livrar de um vício. Minha recaída foi uma auto-sabotagem puramente de fundo emocional, até porque eu idealizei um pouco a vida pós-reboot, e isso é um dos erros que a psicóloga aponta.

Talvez a minha queda ajude a muitos que estão prestes a concluir o reboot. Quando você volta a fazer sexo seu corpo dispara uma espécie de efeito caçador, e você irá querer aquilo de novo, de qualquer maneira. Só que eu não arrumei namorada, e estava explodindo de tesão, vivendo para o sexo. Aí chegou um dia em, não aguentando mais chamar garotas pra sair (precisava de sexo) e tomar "não" (a liberdade às vezes traz isso: frustrações, que o vício te poupa de ter), eu me masturbei (com fantasias, leves, mas enfim... masturbação pra mim é sempre com fantasias). Me senti péssimo, com uma fraqueza descomunal e algo me disse que eu deveria. Após uns 15 dias me masturbei de novo, e senti que estava caindo de volta ao vício, com fantasias voltando à mente. Veio um baita desânimo, e essa frustração me levou ao pior de tudo: a pornografia. Não usava bloqueadores, pois eu tinha força de vontade de sobra para sequer sonhar em procurar pornô.

O vício, como um deus, nos traz conforto e guia nossa vida. Sair do vício é encontrar a liberdade. Mas a liberdade nem sempre é doce. Às vezes ela é pesada, enquanto o vício é sempre confortável, te poupa do mundo. Enfim, a quem está concluindo o reboot eu recomendo isto: cuide do seu lado espiritual, pois abandonar P&M é tirar o "deus" que guiava e nos dava conforto. Ao menos para mim não foi possível ficar sem nada no lugar. Eu recaí. Retornei ao "conforto" escravizante do vício. Então fica a dica: cuide do seu lado espiritual, e também social e afetivo.

Enfim, amigos, com tudo isso que lhes contei, hoje é meu dia 0 em M e 3 em P. Eu consegui ficar mais de 120 dias sem P&M e 109 dias sem PMO. Mas foi muito porque escrevia bastante aqui e tinha o apoio de vocês. Farei um diário aqui neste post. Não há outra saída senão o reboot. Estou ajudando o ProjetoSabedoria em outro fórum, mas também preciso ser ajudado. Preciso de ajuda e não quero falar muito sobre detalhes dessa minha recaída. Futuramente quanto eu estiver melhor e há bastantes dias sem PMO eu digo detalhes dessa minha queda. Mas agora eu só quero relatar meu dia a dia nessa luta. Agora eu vou dormir, melhor por ter compartilhado isso com vocês. Amanhã é um dia muito importante para mim: começarei a dar aulas. Estou encarando algo que eu fugia: a questão de dar um rumo na minha vida. E por isso estou firmando outro compromisso com vocês aqui de não me masturbar mais, nem ver pornografia. Vamos lá. Dia após dia.

Dia 24 de outubro fará 1 ano que tomei ciência de que sou viciado em pornografia/fantasias e que passei a lutar contra isso. Fiquei uns 4 meses ou mais livre do vício, um terço desse um ano. E contando a partir de hoje, eu estarei com 45 dias de reboot no dia 24/10, metade do caminho para uma nova liberdade. Estou recomeçando do zero e preciso da ajuda de vocês.
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  new em Qui Set 11, 2014 6:56 am

E aí Magrão, tudo bom? Lendo seu relato vejo como somos todos vulneráveis, e como a cura não existe de forma definitiva. Quando entrei no fórum, entrei através do seu site, e recebi muita da sua ajuda direta e indiretamente, então vou ajudar o quanto puder! Seu contador hoje está reinicializado, mas não acredito que seu cérebro tenha voltado de novo à estaca zero. Não é possível que uma recaída tenha um efeito tão devastador assim, ao ponto de destruir toda a sensibilidade que você alcançou no reboot. Lembrando que o reboot é uma estrada que se percorre a vida inteira, então vejo essa segunda reinicialização como um passo a mais.

Quanto a religião, para mim não faria sentido porque iria de encontro com as minhas crenças pessoais. Lembro que você sempre nos alertava sobre nos mantermos ocupados, será que não foi aí que o vício te pegou? Você estava frustrado e ao mesmo tempo relaxado (de certa forma pela confiança pós-reboot) e essa mistura acabou dando brexas para recaída. O que acha? Vou contar um relato gringo que exemplifica o que quero dizer. Um cara no reddit apareceu dizendo que tinha recaído após 600 dias. Não uma recaída, mas várias. Ele "se internou" no pornô. Aconteceu porque ele foi passar as férias da faculdade na casa dos pais. Enquanto na faculdade ele se ocupava com estudos, leituras, comunicação, trabalho, sem tempo nem privacidade para o PMO, na casa da mãe ele se viu sem a necessidade de cumprir essa agenda. Nos 600 dias de reboot, mesmo frustrado, a vontade de PMO era suprida por rotina... Esse, inclusive, é um erro que venho cometendo. Construí uma rotina no começo mas venho esquecendo-a aos poucos. Vou aproveitar o começo do seu reboot e firmar para mim mesmo que devo seguir e complementar meu dia-a-dia com novos elementos.

Boa sorte Magrão. Independente da recaída, você é um exemplo nde sucesso, por ter provado a eficácia do reboot e pela força de vontade de conseguir nesse montante de dias.
new
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 31
Localização : são Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  ozf em Qui Set 11, 2014 8:21 am

Mais uma vez você nos dá o exemplo mostrando que não é só ficar,30.60.90.120 dias que estaremos livres desse vício, é uma luta constante.

Como voce disse e passou por isso o problema não é só livrar do vício, é preencher a lacuna vazia.

muito obrigado cara, e vamos a luta
ozf
ozf

Mensagens : 87
Reputação : 1
Data de inscrição : 29/08/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  tgm em Qui Set 11, 2014 9:02 am

Magrão, vou te contar minha experiência,

Eu já fui viciado em várias substâncias pesadas. Passei boa parte da minha faculdade usando alcool, cocaína, maconha e ... sexo e PMO. Pense, eu era estudante, de uma federal, mega protegido pelo estado, me sentia um Deus, eu usava drogas 3 a 4 vezes por semana, não estava nem ai. Eu era uma pessoa completamente diferente do que sou hoje. Com o tempo, fui vendo que o uso dessas substâncias me fazia muito mal e fui parando. Demorou mais de 5 anos para eu me desviciar. Vou te dizer, vício é quando vc mantêm o hábito, e não quando recái. Nesses 05 anos eu caí várias vezes mas sempre consciente do mal que estava fazendo e ficava mega arrependido, me cobrava, isso foi me dando mais força. Cada recaída é uma forma de aprendizado. Quando acontece, vc rapidamente analisa o que te levou a essa recaída. Fatores emocionais - ansiedade, falta de responsabilidades, fuga, insatisfação - e sociais - baladas, festas, eventos sociais, bar. No meu caso, beber me dispara uma série de reações que me levam a outras drogas e a compulsão por Sexo e PMO. Ou seja, cheguei a conclusão que eu tinha que cortar o alcool. Ao cortar o uso do alcool muita coisa deixou de acontecer. Como disse, já tive recaídas mas são recaídas e não retorno.

Foi bem traumático o processo para ser sincero, ao cortar baladas, perdi muitos amigos. Vou te dizer, não sobraram nenhum dos amigos da Noite. A opção é ou vc está com eles ou sem eles, não tem conversa. Eu resolvi pular fora de tudo pois eu estava me tornando uma pessoa pior. Eu fui substituindo por uma vida saudável e regrada. E fui procurando novos amigos. Confesso que meu ciclo de amizades, hoje, é outro, completamente diferente. São pessoas ligadas a saúde e amigos do trabalho. Me sinto muito melhor hoje.

Agora, depois de ter passado por todos esses vícios, eu quero largar também o hábito de PMO, já estou conseguindo. Vício é hábito. E hábitos são mudados. Aprenda, com as recaídas e a se blindar de coisas boas para as coisas ruins não terem mais força. A luta é contra nossos hábitos.

Outro ponto relevante é que o lado B da vida me atrai bastante. Eu sinto que gosto de aventuras e de sacanagem, tipo encontros casuais e pegação sem compromisso. Mas eu tenho aprendido a domar isso com objetivos concretos. E sabe o que tem acontecido, as coisas tem começado a vir até mim, e eu agora tenho podido escolher. Eu tenho pensado isso em minha vida, sempre fui muito ativo, um caçador que aceita tudo que é presa, agora estou passando para uma fase passivo, menos disponível. Essa inversão de sentido tem dado um novo sentido na minha vida pois estou me poupando de problemas, que pareceriam que eu buscava.

A lição disso tudo é que as coisas boas virão para você na hora certa, sem mesmo vc ficar procurando, é só você mandar energia boa para o universo que ele te retornará com coisas boas. Esteja certo disso.


tgm
tgm

Mensagens : 54
Reputação : 8
Data de inscrição : 01/08/2014
Idade : 36
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Alex-RJ em Qui Set 11, 2014 10:16 am

Fala Magrão!
Cara, eu sei que vc deve estar se sentindo mto mal, afinal, vem o sentimento de fracasso, de que está sendo em vão a luta... enfim, não dá pra descrever em palavras esse sentimento.

Lembro do início do fórum, apenas o Admin, Projeto Sabedoria, vc e eu... ficávamos discutindo uma forma do site se tornar mais visível, pois sabíamos que esse vício silencioso escondia mtas pessoas.
Enfim, hj o fórum tem muitas pessoas e muitas delas (inclusive eu) tem vc como referência de luta ao vício.
Não fique mal, como o tgm disse, uma recaída não quer dizer uma volta ao vício. E o relato do New, a respeito do cara que ficou 600 dias longe e depois caiu.

Vou contar (de novo) a história de uma ex alcoólatra, que há 20 anos não bebia. A repórter perguntou: Ahh, 20 anos longe do álcool, então vc já está curada! Ela respondeu que sempre vai ser alcoólatra. Se ela tomar um gole, volta toda aquela sensação.

Eu vejo muita gente aqui, preocupada em “terminar logo” o rebooting. Como se depois desse período, se desligasse uma chavinha do vicio no nosso cérebro. Isso não existe! O controle é constante!

Isso que o tgm disse, o lado B da história. É bem a nossa cara. Gostamos disso. Uns de PMO, outro de chats, outros de encontro às escondidas, ou aventuras... enfim, temos que analisar o quanto isso faz mal a gente. Se estamos aqui, já sabemos que faz mto mal.
Esse seu relato serve pra nos mostrar a força do vício e como somos fracos perante a ele. A vigilância será eterna.

Nesse período todo que estou passando e me policiando, estou tentando manter o controle. Queria muito estar 100% limpo, mas as fantasias ainda me acompanham e é comum eu me masturbar (sem P) no domingo a noite, depois que a minha namorada (após ter passado o final de semana comigo) vai embora pra casa dela. Ainda não entendi bem esse meu comportamento. Mas to me tratando e tentando analisar isso.

Meu amigo, estamos juntos nessa luta.... Todos aqui do fórum estão fazendo um trabalho excelente no que diz respeito a se ajudarem mutuamente. Relatando o dia a dia, trazendo novas informações de outros sites... Força para todos nós nessa luta.
Alex-RJ
Alex-RJ

Mensagens : 150
Reputação : 35
Data de inscrição : 06/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  new em Qui Set 11, 2014 10:51 am

Magrão, outra coisa: li uma vez um cara que se masturbou depois de 200 dias de forma consciente para aliviar a dor na região escrotal. Ele o fez sabendo dos riscos, então disse que o faria sempre que fosse necessários justamente para não recair ao PMO, uma vez que tinha dificuldades para arrumar parceiras sexuais. Ele fazia sem o uso de fantasias — neste ponto, temos que usar nossa própria interpretação para definir o que é e o que não é fantasia. Por exemplo: se masturbar se tocando, usando a imaginação para complementar os toques simulando uma parceira sexual é fantasia? Na minha opinião, sim... é fantasia, mas feito de forma não compulsiva, imagino que não seja maléfico. Quero dizer, não o faria hoje, porque estou ainda no processo de restauração e como disse, masturbação ainda me é um campo minado por fantasias, mas o cara fez depois de 200 dias, de forma consciente e ocasional. Li também algumas orientações no YBOP que o toque, a massagem na região pubiana, ajuda a restaurar a conexão neural que seria normal.

De qualquer forma, estou procurando alguns textos de gente que recaiu depois dos 90 dias, e qualquer nova informação que for útil volto a postar.

Abç e boa sorte!
new
new

Mensagens : 201
Reputação : 22
Data de inscrição : 07/07/2014
Idade : 31
Localização : são Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Felipe-Guilherme-SP em Qui Set 11, 2014 8:52 pm

Agora eu entendo que não existe uma cura 100% mas sim controle, eu mesmo acreditava que ia ficar curado quando eu alcancei 48 dias eu relaxei não vigiei foi a mesma situação do magrão totalmente relaxado e recai, após inúmeras recaídas aprendi muito e estou de volta e aos poucos mudando os meus hábitos como ir para academia e ir na igreja isso tem me ajudado muito, e recomendo para vocês academia e meditação isso ajuda muito no controle dos impulsos. fiquei triste pela recaída do magrão, pq ele mesmo me ajudou muito no começo, mas tenho fé em Deus que o magrão irá ultrapassar essa barreira do 4 meses, dai para mais, ou seja para sempre força magrão, fique com Deus
Felipe-Guilherme-SP
Felipe-Guilherme-SP

Mensagens : 44
Reputação : 6
Data de inscrição : 19/05/2014
Idade : 26
Localização : guarulhos-sp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  flavio em Sex Set 12, 2014 8:58 am

Magrão,
Parabéns pelo tempo que conseguiu sem PMO, você é para nós (tenho certeza) um exemplo de persistência e apoio também. Creio que agora é o momento de reflexão sobre o que aconteceu, mas é importante estar ciente que você conseguiu ficar muito tempo afastado desse vício. Permita-me um comentário: às vezes se concentrar no que não quer, não resolve o problema dos vícios, é importante para nós buscar alternativas saudáveis para vida.
Novamente parabéns pelos dias de vitória e pelos próximos dias, não perca a esperança, já somos vencedores!
flavio
flavio

Mensagens : 1008
Reputação : 56
Data de inscrição : 30/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Fênix em Sex Set 12, 2014 10:30 am

Força aí Magrão, vc é humano, e como todo humano vc tem suas falhas, eu sempre tive a teoria que não é só a questão do cérebro que nos faz recair, o cérebro atua até certo ponto, eu acredito que exista algo espiritual envolvido, uma voz interior que fica o tempo todo nos dizendo que precisamos do vício, que vai ser bom, e depois que recaímos essa mesma voz nos chama de fracassados, fracos, enfim, a mesma voz que incentiva a recaída e a que nos perturba depois, fazendo com que a gente caia no desespero, me lembro que quando recaí depois de 57 dias eu fui até a minha mãe e pedi que ela me abraçasse, ela não entendeu nada mas me abraçou... Eu era a imagem da derrota naquele momento, eu estava em completo desespero, mas aí os dias passam, vc recupera a vontade de lutar e vai em frente, tenho certeza que vc vai completar o Reboot novamente, sinta-se abraçado por todos nós, seus amigos do fórum, vai dar tudo certo amigo.

_________________
Um segundo reboot Img?u=5086425431146496
Fênix
Fênix

Mensagens : 523
Reputação : 78
Data de inscrição : 02/05/2014
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Leandro-sp em Sab Set 13, 2014 4:33 pm

Amigo Magrão,

Fiquei muito surpreso com sua queda tb.
Veja que nesta entrevista, o Gary Wilson fala em um reboot de 3, 4 ou 5 meses.

https://www.youtube.com/watch?v=99RGE4OEqlg

Você disse que ficou 120 dias sem PM. Isso são 4 meses. Considerando um reboot seguro de 5 meses, faltou 1 mês para que você pudesse passar a se sentir mais seguro.
INCLUSIVE ELE FALA "NO MASTURBATION!!!"
Mas vc sumiu do fórum.... scratch
Se estiver prestes a cair de novo, pode vir aqui. Conte comigo cara!
abração , força pra nós!


Leandro-sp
Leandro-sp

Mensagens : 238
Reputação : 22
Data de inscrição : 11/07/2014
Idade : 30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Felipe-Guilherme-SP em Sab Set 13, 2014 4:55 pm

90 dias é o experimento mas creio mesmo que é de 5 meses a 1 ano um bom reboot no qual não desejamos mais PMO
Felipe-Guilherme-SP
Felipe-Guilherme-SP

Mensagens : 44
Reputação : 6
Data de inscrição : 19/05/2014
Idade : 26
Localização : guarulhos-sp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Dom Set 14, 2014 8:30 pm

Amigos, muito obrigado pela força!

Não tem como eu desistir do reboot. As únicas vezes que consegui fazer sexo na vida foi após os 90 dias de reboot. A única vez que senti que o sexo é totalmente diferente da masturbação, que rola uma "conexão" que tenho dificuldade de explicar... O único momento da minha vida que me senti FORTE, MÁSCULO, POTENTE e com uma baita concentração foi o reboot que me deu. O reboot me libertou das fantasias que me escravizavam. Ficar longe de P&M vai limpando a sua mente, até o ponto de você sentir que "voltou à adolescência".

Mas é aquilo: está tudo lá no fundo do seu cérebro. Então não existe essa de após os 90 dias poder voltar a ver um "pornozinho inocente".

Como eu disse, fui caindo... caindo... Primeiro foi uma masturbação com fantasias. Depois de uns 15 dias, outra. Depois de uns 20 dias uma masturbação conversando (fantasiando) por sms com uma garota. Daí veio um puta desânimo, que me conduziu à masturbação com pornografia. Quer dizer, a coisa foi ficando mais grave e eu fui sabotando o que ganhei com o reboot. A ponto de me masturbar de 3 em 3 dias. Senti claramente que A PORNOGRAFIA É O MAIS GRAVE DE TUDO MESMO. Quando eu já estava nessa época "down" mas só me masturbando com fantasias, estava conseguindo ficar tipo uns 20 dias, 15 dias no mínimo sem masturbação. O reboot havia me tornado forte, mas eu estava mal emocionalmente, e o simbolismo de "estar me masturbando", "recaindo", e de não contar aqui no fórum o que estava acontecendo, me deixava pior ainda, a ponto de eu ir caindo, caindo. Foi após ter consumido pornografia que eu já não conseguia ficar mais nem uma semana sem masturbação.

Já escrevi aqui mas vou reiterar, porque é o que todos vamos encontrar após o reboot: a liberdade. Mas nem sempre a liberdade é doce. Às vezes ela é amarga. O vício é sempre confortável. A vida livre nem sempre. Então, por isso que falo do lado espiritual, emocional e social, que temos de ir construindo o máximo possível. Porque a vida livre, livre de um vício, pode trazer de tudo, momentos maravilhosos, mas momentos ruins às vezes. Eu caí porque não aguentei certas frustrações. Foi como uma montanha russa: fui subindo, subindo, me sentindo cada vez mais potente, arriscando cada vez mais... só que diante dos "nãos" eu fui me frustrando, até descontar na masturbação.

Um cara que passou anos privado do problema de ter que arrumar uma parceira, anos na zona de conforto do vício (onde você não toma "fora", não precisa arriscar, etc etc), de repente eu estava vivendo livre. Só que eu precisava ter tentado arrumar uma namorada. Não, fiquei esperando "aparecer" e vivendo deslumbrado a vida CHEIA DE ALTOS E BAIXOS de um solteiro, enfim com plena potência. Só que essa vida aí é muito inconstante. Numa semana você tem duas ou três mulheres querendo sair com você. Na outra não tem nenhuma.

Então, além de buscar fortalecer nosso lado espiritual, social e emocional (para conseguir lidar com a liberdade), devemos buscar uma namorada também. Porque é uma relação mais estável. Mais saudável. E porque após voltar a fazer sexo, você vai cair numa espécie de efeito caçador. Vai querer aquilo novamente. Então, não pode ficar na dependência de parceiras esporádicas. Chegou um momento em que eu estava vivendo para o sexo. Um baita efeito caçador portanto. Então, eu considero que não fiz a última parte do reboot, o religamento, quando você tem que arrumar uma parceira afetiva e sexual. Dessa vez eu vou fazer de tudo para arrumar uma.

É engraçado que eu vi bem os dois lados. O lado da liberdade e o de voltar à escravidão do vício. Houve um momento, já num baita descompromisso e afundado em P&M, em que enviei uma mensagem para minha ex-namorada (já relatei aqui o quanto ela ficava me falando fantasias sexuais e o quanto eu acabei associando-a a pornografia), algo que eu relutava há mais de 1 ano. Só dela me responder a sms com um "oi", eu perdi o controle. Não conseguia jantar... e o prato lá, na minha frente. A cabeça fritando e eu praticamente sem controle motor. Ali eu vi claramente que sou viciado. Não é normal aquilo. Todos no restaurante me olhavam, como se eu estivesse passando mal. Eu só conseguia por a mão na testa, respirar ofegante. Incapacidade de me concentrar.

Eu lembrei da imagem do cérebro de um viciado. Eu não tenho uma imagem do meu cérebro, mas acho que se fizessem uma ressonância magnética, iria-se ver o padrão de cérebro de um viciado naquele momento: com várias áreas piscando como fogos de artifício. Sei que eu vi várias brechas que eu tinha em relação à pornografia (brechas que eu não via porque tinha muita força de vontade em nem ficar me testando), entre elas, o número da minha ex, o qual agora deletei.

É muito solitário o caminho do vício. Nós condicionamos nossa sexualidade a imagens, histórias, fantasias, e não ao real. Eu poderia dizer que se você vê filme pornô de uma atriz qualquer, e ela aparecer na sua frente, não vai acontecer nada. Porque nós, quando mergulhados no vício, gostamos de fantasias, em imagens e situaçôes perversas de pessoas, e não nessas pessoas.

Arrumei um segundo emprego. Estou enfrentando o desafio de dar aulas. Quinta feira foi meu primeiro dia e acho que fui bem. Desde então não fui mais assaltado por fantasias. Vejam vocês, antes de ir dar aula, naquela baita expectativa de começar, eu me afundei em P&M. Após, quando vi que deu tudo certo, eu não sinto nem vontade. Ou seja, o vício tenta nos puxar pra baixo nos momentos de ansiedade, de nervosismo. Enfrentar esse desafio emocional está servindo para me motivar, para eu ter forças para me reerguer. Eu descobri que sou capaz de fazer sexo, agora estou descobrindo que sou capaz de sair da zona de conforto e enfrentar meus desafios. Sem saber que era viciado ou sem enfrentar o vicio, eu não faria nem uma coisa nem outra.

Criei novos contadores, zerados, quero ver se os coloco aqui nesse fórum, no fórum do ebook, e no meu blog. Passarei a relatar meu dia a dia aqui, de novo na luta. Novamente, muito obrigado galera!

Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Alex-RJ em Dom Set 14, 2014 11:19 pm

Fala Magrão!
Muito bom o seu relato. Mostra o como é difícil tudo isso.
Me chamou muito atenção qdo vc disse que a sua ex te mandou o simples "oi" e vc perdeu o controle.
Lembro que qdo estava na fissura do vicio, se alguma ex minha me mandasse alguma mensagem ou email (mesmo que não tivesse contexto sexual) eu ficava maluco. Ficava lendo e relendo... e me masturbava. Hj vejo o quanto condicionamos nosso cérebro ao sexo, mesmo qdo a nova situação já não tem conotação sexual.

Outra coisa que está sendo excelente, é o fato de vc ter esse novo desafio na sua vida. Isso vai acabar mostrando que vc é capaz! E isso vai te trazer aquela sensação de prazer de "dever cumprido" e uma dose de dopamina (dessa vez saudável) pro seu cérebro!

Na cabeça de um viciado existe a constante sensação de que não somos capaz, pois o vicio nos sabota para continuarmos nele. Qdo temos um desafio, trabalhamos nele e conseguimos êxito, isso mostra (de fato) que temos capacidade de ter satisfação com outras coisas.

Abs e força aí na recuperação.
Alex-RJ
Alex-RJ

Mensagens : 150
Reputação : 35
Data de inscrição : 06/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Anoms em Dom Set 14, 2014 11:53 pm

Grande Magrão... estamos na peleja... fiz uma leitura rapida do topico pq estou tendo muito pouco tempo pra visitar o forum, mas quando vi que tinha um post seu eu fiz questão de vir aqui escrever. Fiz o meu relato aqui no forum dia 30/05 e fiquei por volta de 80 dias sem PMO. Assim como voce, me mantive sem bloqueadores durante este periodo e ja tinha me considerado "curado". Infelizmente tive varias recaidas nas ultimas semanas, todas as vezes após incidentes traumaticos ou inesperados. São muitos altos e baixos até nos mantermos em um caminho estavel, então estou te desejando muita força nesta sua nova caminhada (ja comecei a minha novamente e estou sentindo que está muito mais "suave" que a primeira vez).
Durante este tempo eu contribui muito pouco com o forum, mas vou deixar aqui algo que conheci há algum tempo e está ajudando a me conhecer melhor e a estudar de verdade o meu comportamento. Assim como o forum, ajuda tambem a exteriorizar os pensamentos e as situações que vivemos. O nome do método é o RDPD, neste slide explica como o metodo funciona e ensina alguns conceitos interessantes: http://pt.slideshare.net/psimais/estrategias-cognitivasaplicadasaocoaching. Quem tiver curiosidade e quiser experimentar eu altamente recomendo.
Obs: no slide, o objetivo é para coaching... mas podemos usar o metodo "em nós mesmos".
Enfim, deixo aqui um grande abraço a todos e a promessa (novamente kkkk) de que serei mais assiduo ao forum.
Anoms
Anoms

Mensagens : 14
Reputação : 10
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Alexandre Pato em Seg Set 15, 2014 4:45 am

nós somos aqui no fundo irmãos, um ajudando o outro e magrao...obrigado por tudo, vc nos ajudou muito e se caimos temos que levantar, infelizmente cai novamente...estava tentando o reboot pela 4ª vez, estava mais confiante, foi uma diferença boa, sai com uma garota hoje e beijamos, teve pouca intimidade..normal ate pq conheço pouco, mas esta legal, eu estava mais confiante do que antes e isso foi muito bom...mas cheguei em casa e a vontade de ver pornografia martelando até pq ela atiçou um desejo (embora nao estivesse totalmente seguro de ir pro motel pois o psicologico e historico juntamente com o vicio ainda pesam), consegui dormir mas acordei depois de uma hora e nao resisti...é triste quando caimos, sei que amanha vou trabalhar igual a um zumbi, mas tenho que lutar novamente. Baixei 2 bloqueadores, o k9 que eu burlei para cair e agora baixei o internet appcontrol, bloqueei 6 itens que é o limite na versao gratuita e coloquei uma senha aleatoria para nao me lembrar mesmo.

Achei um video legal, vi um pouco e pretendo terminar depois
https://www.youtube.com/watch?v=1fhEaUgj6u4

Alexandre Pato

Mensagens : 23
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/05/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Qui Set 18, 2014 12:31 am

Amigos, muito obrigado. Isso aqui é uma válvula de escape importantíssima. Hoje completo 1 semana sem masturbação e 10 dias sem pornografia. O fato de eu estar dando aulas à noite está me ocupando bastante o tempo e me dando um norte também. Uma professora comentou comigo que ouviu os alunos elogiando minha aula, imaginem como não fiquei de feliz alien Ter relatado a vocês minha queda e ter arrumado esse segundo emprego, tudo isso tem me feito levantar.

Por enquanto tem sido isso. Tenho passado muito pouco tempo em casa (e na internet também). Então tem sido fácil de lidar por enquanto.

Só um dia desses que, ao acordar, veio uma vontade de se masturbar e eu tinha ainda mais uma hora para dormir. Me coloquei a seguinte questão: só vou dormir se não for me masturbar. Se fosse pra me masturbar, ia "punir" o corpo, levantando da cama (eu queria dormir mais haha). Me concentrei na minha respiração e a vontade de se masturbar passou e pude dormir mais =)

Eu não sei meditar. Mas sei que tem a ver com respiração né. Vou tentar prestar atenção nisso agora: na respiração quando vier a vontade. Abraço, amigos! Força para nós.
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Leandro-sp em Qui Set 18, 2014 11:04 am

Magrão, você poderia contar mais detalhes sobre como foi ver pornô novamente, após tanto tempo de abstinência?
Você sentiu mesmo vontade de ver pornô, ou você teve que forçar para ver, a fim de se anestesiar dos problemas?
Foi uma vista rápida com MO quase instantâneo, ou vc ficou vendo por horas e depois ficou repetindo por causa do efeito caçador?
O pornô lhe pareceu menos interessante do que antes, no tempo do vício?
Porque se a via do vício foi enfraquecida, então o poder dela de estimular o sistema de recompensas não é mais como antes . O que faria com que o ex-viciado não estivesse mais tão sensibilizado pelo pornô. Seria como se o ex viciado em craque não sentisse mais tanta vontade de buscar a droga após longa abstinência).

Saiu neste ano uma pesquisa da Universidade de Cambridge que mostra que o cérebro dos viciados em porn acendem mais (vira árvore de natal) do que o cérebro de não viciados, quando expostos a cenas explícitas. O estudo concluiu que o viciado tem o poder de "querer" pornografia mais do que o cérebro das pessoas normais (a mesma conclusão que estudos com viciados em cocaína), apesar de ambos os cérebros gostarem das cenas na mesma intensidade. Isto me leva a crer que o reboot diminui este "querer" quando o ex viciado vê uma cena de sexo explícito. O que você acha disto?

Faço todas estas perguntas pq eu gostaria de entender os efeitos do reboot, e se ele tem o poder de criar repulsa contra pornografia, de forma que uma recaída tenha que ser forçada.
Leandro-sp
Leandro-sp

Mensagens : 238
Reputação : 22
Data de inscrição : 11/07/2014
Idade : 30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Qui Set 18, 2014 11:59 am

Então, eu fui caindo progressivamente. Mesmo após as primeiras recaídas eu ainda estava "forte", ou seja, conseguia ficar uns 20 dias sem me masturbar. Eu fui me afundando mesmo por um grande desânimo e frustrações, coisas de ordem emocional. Aí fui enfraquecendo essa capacidade de ficar sem M e depois sem P. Eu conheço esse estudo e é exatamente isso que eu sinto.

E de fato a pornografia é o pior de tudo. Eu acho que senti aquela hipo-frontalidade que os estudos de neurociência falam, porque era como se eu não conseguisse me concentrar para nada, dificuldade em executar qualquer função motora, a gente vira um zumbi. A pornografia não só mexe com o lado fantasioso do vício, mas com o lado de busca por novidades. É algo de fato muito extremo para nós viciados.

O reboot diminui a compulsão, as fantasias, a vontade de querer ver pornô. É como eu disse. Eu não voltei para a pornografia de imediato. Eu fui caindo, caindo, caindo (inclusive em falta de vontade e compromisso)... e aí ia descontando na masturbação, que trazia de volta as fantasias, que trazia de volta a vontade de ver pornô. Mas tudo isso foi um processo de queda e de descompromisso. Eu caí por questões emocionais e não porque o reboot não enfraquece o vício suficientemente.

Eu caí porque não soube lidar com as idas e vindas da vida livre do vício. Foi como uma montanha russa, eu subi, subi, estava me sentindo o superman, para depois cair. Então por isso hoje vejo a importância de se fortalecer o lado interior, espiritual, enfim tudo aquilo que aquela psicóloga Fran Haag fala. E procure uma namorada, um relacionamento fixo e estável, para fazer o religamento. Porque o sexo casual irá te disparar um efeito caçador e se você não tiver mulher para descarregar essa tensão, pode voltar pra masturbação. Comigo foi assim. (e pra galera que fica falando que quer fazer o reboot com masturbação, taí, algo que foi me puxando pra baixo foi a masturbação... e não consigo entender esse papo de masturbação sem fantasias...)

Tem isso também. Fui surpreendido pelo efeito caçador pós-reboot. Minha vida passou a girar em torno de busca de sexo. Por isso o conselho é arrumar uma namorada mesmo, porque quando você volta a sentir orgasmo, é difícil controlar o vulcão que há dentro de nós rs
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Qui Set 18, 2014 12:07 pm

A pornografia faz com que, se antes você conseguia ficar sem masturbação de 20 em 20 dias, você passe a ter que se masturbar de 3 em 3 dias por exemplo. Quer dizer, ela é algo que agrava exponencialmente o vício - embora eu ache que a masturbação também não seja saudável. Mas a pornografia é incomparável, ela é uma bomba para o cérebro.
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Sab Set 20, 2014 10:57 pm

Eu acho que se eu tivesse me masturbado aquela primeira vez (foi só M, sem P) e depois voltado a me manter limpo, eu poderia considerar um lapso. Lembro que nessa primeira vez eu me masturbei imaginando que estava fazendo um papai e mamãe com a mulher que eu havia transado após os 109 dias de reboot rs Ou seja, uma fantasia levíssima, se comparada ao que eu iria reativar em termos de fantasia quando fui me afundando. Quer dizer, o cérebro ainda estava bem limpo por conta do reboot. Minha fantasia era praticamente uma lembrança do ocorrido.

Eu consumi pornografia acho que umas duas vezes, e mais um monte de masturbação nessa fase de queda. Então eu me coloco que recaí mesmo. Senti o contraste da vida sem P&M e da vida com P&M. Não posso me enganar. Mas é aquilo: eu não recaí porque o reboot não enfraquece o vício suficientemente. Eu recaí porque eu não tive força interna, fé suficiente para lidar com a liberdade.

Eu estava com uma banda com a galera do meu serviço e estávamos tocando essa música dos Beatles: I Want You (She so heavy!). Eles estão falando da liberdade, a qual todos queremos. Mas ela é pesada. Por isso temos que nos preparar bem, nos fortalecer para conseguir lidar com ela. Porque nem sempre ela será confortável. E o vício, por outro lado, é sempre confortável.

Nesse sentido, já que isso aqui está sendo meu relato dessa nova jornada, queria dizer que hoje, mais de 15 anos depois eu fui a uma igreja, dessa vez por vontade mesmo de ir. Entrei chorando, chorei muito mesmo. E saí de lá muito bem.

Eu não lembro bem as palavras que você usava, Projeto, mas eu tenho sentido quanto a pornografia e a "putaria" (mesmo que real), masturbação são mesmo superficiais, vazias, o quanto nós usamos isso para mascarar as dores e infelicidades internas. Estou em busca de coisas mais profundas, quero espiritualidade, quero ter forças para ajudar uma amiga muito querida que está com depressão.

Engraçado, embora talvez eu já estivesse sentindo a necessidade de um reencontro com Deus antes de tentar o reboot, é um fato que quanto mais eu fui tirando P&M da minha vida, mais foi aumentando essa necessidade. A Fran Haag diz que o vício faz o papel de um deus na vida de um viciado: dá conforto e um norte. Eu concordo. E quando se tira esse deus fajuto do auto-prazer é preciso substituir pelo verdadeiro Deus.

Enfim, acho que a minha experiência vai ser de muita valia para quem está ainda por terminar o reboot.

PS: a música, pra quem quiser ouvir haha
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  tgm em Dom Set 21, 2014 10:59 am

Amigos, estou em silêncio por esses dias mas estou acompanhando o tópico e essa sua recaída, Magrão, tem me dado força para pensar. Por esses dias eu tenho me sentido muito pra baixo em relação a vida. Estanho, pois isso se acentuou quando eu recaí em MO há quatro dias atrás, tem se passado alguns pensamentos de loser na minha cabeça e me sinto mesmo pra baixo.

Eu tenho problemas em conseguir parceiro fixo, desde sempre, desde quando comecei minha vida sexual, eu sempre quis ter um namorado. Não sei, as vezes as coisas não dão tão certo quanto eu gostaria que desse no amor, talvez seja por isso que fiquei tanto tempo viciado em PMO e putaria real.

Desde quando descobri o reboot, a pior fase está sendo agora. Justamente, agora que estou no meio do processo de largar PMO. Tenho me sentido só, as vezes sinto a vida sem sentido e é bem chato se sentir assim. Quando eu tenho desilusão amorosa eu fico bem pra baixo, me bate um sentimento grande de impotência, de decepção com os outros. Como eu disse, tenho necessidade de ter uma parceiro fixo. Ao cortar a PMO, eu cortei boa parte das relações que eu tinha superficiais, e parei de enganar meu cérebro. Agora me sinto bem sozinho e sem ilusão. Tenho chorado a toa esses dias, de tristeza e solidão e vivo me culpando em não conseguir manter uma relação estável. Ou seja, solidão danada. Enfim, estou acompanhando o tópico e por esses dias tem me ajudado bastante, apesar essa tristeza que me encontro.


Última edição por tgm em Seg Set 22, 2014 12:38 pm, editado 1 vez(es)
tgm
tgm

Mensagens : 54
Reputação : 8
Data de inscrição : 01/08/2014
Idade : 36
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Sadmanf.20anos em Dom Set 21, 2014 11:52 am

To nessa tbm tgm , fico muito desiludido pensamentos de desistir da vida vem átona fico perto dos meus primos e fico envergonhado todos tem uma namoradinha e tal e eu n tenho nenhuma nunca me dei bem em relação a isso , foda q eu tenho HOCD dificulta ainda mais mia visão de mundo e de esperança.... Me sinto envergonhado de ter visto certos tipos de filme , fico observando a galera da minha familia todos felizes , tipo sem preocupação bebendo , dançando e eu nessa merda de fossa , cara nenhuma menina me da uma chance real nenhuma msmo , agnt fica e tal mas nada alem disso , todos felizes e eu penso será q só eu q to nessa merda nesse sentimento de q tudo n será resolvido e que ja era , minha vida ja se foi perdi meu tempo esses pensamentos vem me dominando direta essa semana é horrivel horrivel msmo tbm afastei de muitos amigos por conta da vergonha q eu tenho sentido , espero q isso passe e q eu fique suave é nóss tamo junto

Sadmanf.20anos

Mensagens : 92
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/08/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Magrao em Dom Set 21, 2014 12:36 pm

Projeto, vou ficar atento com essa questão da culpa. Eu sempre tive uma tendência a ser bem severo comigo mesmo, independente de religião. Minha psicóloga tava comentando que parece que eu tenho uma dificuldade em aceitar o prazer: eu faço 100 dias de abstinência, passo a me sentir super-bem, descubro que sou capaz de fazer sexo e em seguida recaio. Aí eu começo a dar aulas, no segundo dia já fico sabendo que os alunos estão elogiando minha aula, fico muito bem com isso, depois em seguida me afundo em tristeza sabendo que minha amiga está com depressão (minha psicóloga diz que eu iria ficar triste com qualquer coisa, porque parece que eu tenho um padrão, em que logo que eu estou muito bem, eu me saboto para ir pro fundo do poço).

E acho legal psicologia sim, só que tenho receio de eu entrar demais no problema dos outros haha Se eu conseguisse separar o problema dos outros dos meus, creio que seria um grande psicólogo haha Já quis fazer esse curso, duas vezes, uma vez antes de fazer faculdade, outra após terminar minha faculdade. Quem sabe um dia. =)

Tgm, P&M encobriam essa solidão. O vício dá conforto e nos faz esquecer da nossa vida. Importa aquele prazerzinho momentâneo e os dias, meses e anos vão passando, e nós somente em busca daquele prazerzinho ingrato momentâneo. E aí não construímos vínculos sólidos. Quando retiramos o vício da nossa vida, começamos a revelar qual é a real dela: uma vida solitária. Eu também senti uma baita solidão largando o vício. O lance é aquilo que a psicóloga Fran Haag fala, ir preenchendo a vida afetiva, espiritual e social. Cercar-se de amigos é uma boa, mas de forma real, não virtual. Procurar se integrar em grupos, de dança de salão por exemplo.

_________________
Um segundo reboot 1n8xf75zdhc
Um segundo reboot Img?u=6491850416324608
Magrao
Magrao

Mensagens : 328
Reputação : 62
Data de inscrição : 02/03/2014

http://www.vivasempornografia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Leandro-sp em Seg Set 22, 2014 3:43 pm

projetosabedoria, a carapuça está servindo para muitos de nós..rsrs
obrigado!

achei esse link com os ebooks do Nahassen Alita
http://machismoesclarecido.blogspot.com.br/2012/11/nessahan-alita-como-lidar-com-mulheres.html
Leandro-sp
Leandro-sp

Mensagens : 238
Reputação : 22
Data de inscrição : 11/07/2014
Idade : 30

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Sadmanf.20anos em Seg Set 22, 2014 6:14 pm

Vlww projeto sabedoria , vou dar uma lida sim valeuzão!

Sadmanf.20anos

Mensagens : 92
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/08/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um segundo reboot Empty Re: Um segundo reboot

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum